NAVEGAÇÃO

  EDUCAÇÃO

  E.A.D. - Divulgação

  EVANGELHO

  LEITURA DIÁRIA

  REFLEXÕES

  TEOLOGIA

  HISTÓRIA DA IGREJA

  EDUCAÇÃO CRISTÃ

  AULAS DE FÍSICA

  FWO MAIL



  SERVIÇOS FWO

  HOMEPAGES

  HOSPEDAGEM

  DOMÍNIOS




Faça Contato!!!
A PRESSA É INIMIGA DA PERFEIÇÃO! LC 10:38-42

Já houve, em determinado estudo deste texto, uma mulher participante do grupo, que acusou Jesus de ser injusto com Marta porque ela estava tentando fazer o melhor que podia para proporcionar o conforto de uma boa hospedagem a Jesus Cristo. Não se pretende sugerir como as mulheres devam interpretar o texto. A teologia feminista tem produzido bons materiais nessa área.
Queremos sugerir uma outra meditação fugindo das discussões de gênero. Todo ser humano tem preocupações ou interesses que motivam e determinam sua vida. Na maioria das vezes, as pressões diárias nos aprisionam de tal maneira que exigem de nós doação incondicional a compromissos que são passageiros, temporários, e muitas vezes absolutamente inúteis. Quando isso acontece, estamos trocando aquilo que é incondicional, total, infinito, por preocupações menores.
No texto que ouvimos, Maria está preocupada com algo que é de caráter último, infinito : a presença e o ensino de Jesus. Aquela era sua grande oportunidade de estar com o Mestre, era o seu kairós. A preocupação de Marta com os afazeres diários é válida, mas denota preocupação e ansiedade pela vida, tornando secundário de certa forma, aquilo que realmente é importante e prioridade, segundo as palavras de Jesus Cristo.
Este modelo de Marta ativista e Maria contemplativa, tem sido interpretado por toda a Cristandade, na verdade de modo incorreto, embora tenhamos que seguir o Mestre em nossas prioridades de vida.
Assim é nossa vida. Na maioria das vezes preocupamo-nos excessivamente com nosso trabalho, com nossos relacionamentos e amizades, com nossa sobrevivência, com nosso status religioso e até mesmo com a Igreja, como se o futuro dela dependesse de nossas forças. Essas preocupações são muito justas, mas podem tornar-se tirânicas quando exigem a totalidade de nossos corações, mentes e forças e tomam o lugar da preocupação última. Maria é um ícone para a existência humana que reconhece a parcialidade e finitude de nossas preocupações diárias e que, diante da presença do Eterno, percebe que nada é mais importante que estar aos seus pés, absorvendo o Seu ensino redentor.
Que nós possamos refletir e decidir para que as nossas prioridades de vida sejam realmente importantes e produzam a vida que o Eterno deseja para cada um de nós. Rev Wislanildo Franco / IPU do Brasil / PRNV


Webmaster

©1997-2015 FrancoWO Web Site